DVD da semana! - Transformers

DSC00908 DSC00909

 

Bom, depois de muito tempo atrás desse DVD, finalmente nesta quarta feira eu achei ele nas Americanas do shopping. Só que justamente nesse dia não tinha levado meu cartão e o money que eu tinha na carteira era um pouco mais da metade do valor dele. Então, escondi uma das duas unidades que estavam lá e voltei para casa e ontem, quinta-feira, fui lá e passei o cartão nesse e mais 5 DVDs e um CD que estavam por lá, sendo que o CD e dois DVDs são os presentes de mamãe na semana que vem. =D

 

Pronto, vamos ao que interessa. De ontem para hoje, só deu Transformers. Seja o filme, ou seja os extras, Transformers tá bombando na veia, em novembro tem o teaser do 2 e ano que vem estreia o 2. SENSACIONAL! Então, eu estava devorando todos os extras que tinha e pude confirmar que sou mesmo fã de Michael Bay. Tudo bem que os filmes dele são mais visuais e a história quase que fica em segundo plano mas depois de Transformers eu me admirei com toda a produção era ainda maior do que eu pensei e Bay deu conta do trabalho.

 

DSC00911 DSC00912 DSC00910

 

Começo babando pela embalagem. Depois de adquirir Homem de Ferro, também da Paramount, com aquela embalagem que eu compraria só por ela, Transformers também tem a mesma graça. Com embalagem super caprichada mas acho que a Paramount está seguindo um padrão de “estampa” dos discos para os blockbusters. Os discos são cinza como os de Homem de Ferro. E no verso da embalagem vem um papel grudado com um adeviso que fez a capa ficar gosmenta quando retirado. Esse papel é onde tem a lista de extras e configurações disponíveis do filme.

 

snapshot20081107163624 

Os extras são mais de 2 horas de conteúdo sensacional. Muitas coisa da produção, preparação do elenco, filmagem e, claro, dos efeitos especiais dos robôs gigantes que se transformam. Logo quando coloquei o disco 2 (de Extras) me deparei com Megatron apresentando o menu. Não, ele não dá uma de Silvio Santos, acontece que cada disco é de um líder, o disco 1 é de Optimus que fica quase ofuscado pela All Spark tomando conta da tela. Os extras são divididos em 3 categorias: Mosso Mundo, Guerra Alienígena e Mais do que os Olhos Podem Ver. Em Nosso Mundo nós conferimos, rapidamente, desde a criação da G1 (primeira geração) dos Transformers, passando pela criação da história do filme explicada pelos roteirista e diretor, como Steven Spielberg escolheu Michael Bay para ser diretor, o elenco, a preparação para agir como militares, locações e as filmagens.

 

Já em Guerra Alienígena, temos a história do longa, a revolta dos fãs com Michael Bay pelas alterações dos robôs, a criação dos robôs, as vozes, construindo o Bumblebee de verdade que foi usado no set, os carros dos Autobots e os “figurantes” que explodem aqui e ali, os Decepticons e os efeitos especiais explicando muitos detalhes. Tudo legendado caprichadamente mas que só em uma parte uma legenda com duas linhas passa voando pela tela para poder mostrar o nome e função de uma pessoa. Não que seja um problema mas eu considero uma falha. Ainda nos extras, tem a terceira categoria Mais do que os Olhos Podem Ver. Aqui mostra a sequencia do ataque de Skorponok desde os storyboards até aplicando os efeitos especiais, algumas imagens conceituais e 3 trailers do filme. O único ponto baixo do DVD de extras é não ter incluído as legenda dos trailers ou ter colocado a versão nacional deles.

 

Já no disco 1, a história é quase a mesma. Como eu já disse, Optimus apresenta este disco. Aqui tem mais material especial: os comentários do diretor Michael Bay totalmente legendados. O vídeo é widescreen e o áudio é 5.1 Dolby Digital tanto para Inglês como em português, aliás, quem escolher ver dublado não vai sair perdendo, com a direção e atuação de Guilherme Briggs, a dublagem nacional conta com outros nomes como Alexandre Moreno, Ricardo Juarez e José Santacruz. Já o ponto baixo do filme, é que os textos de tela ou das falas dos Decepticons não foram traduzidas como na versão do cinema, sendo apresentadas nas legendas. Acho que isso não foi legal e temos que nos deparar com a versão em inglês e a legenda em português.

13º Andar

Botched

 

Eu pensei que já tinha visto de tudo, acabei descobrindo um novo tipo de filme: Comédia/Horror. Sério. Tudo começou quando fui ver 13º Andar (Botched)…

 

Meu dia estava muito bom, até que resolvi botar aquele DVD… Tudo começa com um simples roubo que dá errado. O velho ameaça o cara e ele tem que fazer outro roubo num prédio em Moscou. Até aí tudo bem. O cara vai lá com os comparças e o elevador já dá uma dica: ele não mostra o andar 13 no visor. O roubo é feito na cobertura e na volta o elevador empanca no 13º andar, esse mesmo, o mardito título. Aí é que a coisa fica “feia”. Todos que estavam no elevador ficam presos neste andar e é aqui que acontece todo o resto do filme.

 

Tudo bem, o filme tem uma historia simples mas que podia ter dado certo se não fosse o desfecho bizarro que os roteiristas impõem. Os personagens são os mais banais possíveis, como uma velha “religiosa” que quer levar o maior número de seguidores para o seu lado, nosso casal de heróis, o ex-militar que é maníaco por “aventura”, um medroso e um assassino dançarino de balé que finge se apresentar num palco para uma platéia imensa enquanto caça sua vítima. Poderia ser um elenco normal se não fosse o último elemento citado.

 

Além disso, outro fator que não deu certo de jeito nenhum foi a trilha sonora que é feita como se fosse para um filme de circo (!) ou mesmo para uma cena em que palhaços se apresentam para a molecada. Como produtores jogam tanto dinheiro fora para fazer um filme desses? Claro que o filme não é para ser levado a sério. Pelo menos eu espero isso. Eu só queria ver um filme de suspense e me deparei com um estilo gore misturado com uma comédia ridícula que não quer tentar fazer rir mas que está presente para fazer não sei o quê. Eu ri de tão ridículas que eram tais situações da metade para o fim. Só prestar atenção ao rato que rouba a cabeça decepada.

 

Quem sai ganhando nesse filme são os atores que faturaram uma graninha para a feira e a equipe de derramou tanto sangue por todo aquele andar. Legal, né? Próximo!