Encantada: Contos de Fadas moderno?

enchanted3

Cinderela, Branca de Neve, A Bela adormecida. Esses contos de fada fizeram parte da nossa vida quando éramos crianças nos anos 80/90. Sucessos que nunca esqueceremos e que serão passados a cada nova geração sem sombra de dúvida. A Disney, reponsável pelos filmes citados acima, está com Encantada em exibição nos cinemas há algumas semanas. Eu arrisquei pegar uma das sessões dubladas e o resultado disso foi interessante.

Cheguei ao cinema ainda com dúvida em Encantada e Beowulf. Decidi rapidamente pelo filme da Disney e entrei na sala. A turma que já se encontrava na sala me surpreendeu à altura. Eram em sua maioria adultos e "jovens-adultos". Todos entusiasmados pelo início da sessão. As crianças escolhendo os lugares mais próximos da tela, enquanto os casais de namorados escolhia os fundos da sala.

O filme começa e... desenho? É. O início , em desenhos animado, mostra Giselle, a "princesinha" do filme esperando por um príncipe em sua vida. A sequencia é ótima e cada detalhe (seja fala ou gestos) é interessantemente familiar ao público. Como todos os contos de fadas, não deixaram as canções de lado. Nesse momento ainda conhecemos a Rainha/Bruxa Narissa, o príncipe Ed, seu... "mordomo" Nathaniel e o esquilo que os acompanha por todo o filme.

A Rainha, mãe do príncipe Ed (Edward), não quer que ele se case com Giselle e resolve mandá-la para o nosso mundo no dia do seu casamento com o príncipe. Assim que ela chega em nosso mundo, os problemas começam e ela conhece o advogado Robert, que tem uma filha e uma noiva. Ele passa a cuidar da "princesa" perdida. Edward descobre o que sua mãe fez e vem ao nosso mundo para resgatá-la.

O filme em si começa daí fazendo toda a historinha do início funcionar como prólogo. Como uma direção ótima, porém com roteiro clichê demais e final feliz, Encantada é um, como o perdão do trocadilho, filme encantador do ponto de vista "conto de fadiano". Kevin Lima (102 Dálmatas) coloca um clima de total conto de fadas moderno (com momentos de "eu já vi isso") e muito humor, às vezes forçado e às vezes não. Mas como nem tudo que é bom dura até o fim, o final deixa a desejar pelo desfecho que quebra um pouco o ritmo meio lento do filme.

Encantada é um filme que vale o ingresso e tudo isso pelo elenco que tem nomes como Susan Sarandon (Dança Comigo?), James Marsden (trilogia X-Men), Patrick Dempsey (série Grey's Anatomy) e a uma cara pouco conhecida em grandes produções Amy Adams.